Com a ajuda da filha, Jandira conseguiu um espaço na ocupação

Aos 77 anos, depois de dois AVCs (Acidente Vascular Cerebral) e há três anos morando como ocupante no prédio da Avenida São João, 588, Jandira conta que não demorou para se adaptar a nova vida: “Eu não me espantei muito não porque minha filha sempre participava”.

Antes, morava em Belém do Pará com uma outra filha, mas vinha frequentemente para São Paulo devidos aos problemas de saúde. Por isso, resolveu instalar-se na cidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Jandira é mãe de 5 filhos, um rapaz e quatro moças. Apenas uma mora com ela. Mas, a moradora mantém contato com todos os outros, seja por telefone ou internet.

Vê na luta por moradia uma causa justa e acha que o governo deveria investir mais na questão da moradia: “Eles (os governantes) deveriam construir mais moradia para a baixa renda. A gente não quer de graça, é pra pagar!”, comenta Jandira ao “pedir” parcelas que caibam no orçamento da população com menos recursos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s